quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Improviso segundo


… … não sei se adormeci antes da saída,
se o meu relógio não marcava a hora certa,
se as luzes da rua, poucas,
ou a contraluz do sinal luminoso
não me deixaram ver correctamente os números do autocarro.

Não sei quanto tempo passou, por quantos tempos eu passei,
apenas caminhei em frente e entrei no primeiro autocarro que tinha a porta aberta. Antes de arrancar, o condutor avisou: vai sair o autocarro número 31.
Mesmo a tempo, saltei para a rua; afinal eu queria era ir no autocarro novo
... o número 1
 
Seria Janeiro?
 

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Improviso de uma manhã de Natal




Cheguei agora mesmo à paragem do eléctrico 13.
Podia ter um outro número, sim, mas é apenas o 13.
Entro, não entro? Já cá estou....

Sento-me ao lado de livros, letras,
revistas, jornais, fotografias, vídeos...
memórias, desabafos, confissões, intimidades,
contos (alguns pontos acrescentados)...
Ao meu lado um aroma... agradável, excitante:
Um poema!
Fechei os olhos, viajei para além da rota normal,
lá onde as linhas já não são linhas,
muito menos paralelas. Tantas viagens...
Acordei com o gemer das rodas nos carris
e o anúncio do cobrador: para continuar
até ao seu destino deverá apanhar o autocarro 25.

Era Dezembro!...
 
 

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Cartas...


Há sempre cartas novas, cartas de esperança!
E há sempre oportunidades para as cartas e

para a esperança!
Depois, é gostar de lhes dar asas, dar-lhes voz.
Que a época de festa, sendo história e tradição,

seja mesmo Festa.
 
Celebremos longe ou perto....
FELIZ NATAL
 

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Flores para o Natal!...

 
 
Aguarela de Ivone Martins

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

domingo, 7 de dezembro de 2014

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014